O que Harvard tem a dizer sobre a Quiropraxia?


A Harvard Health Publications, um setor da Harvard Medical School, publicou um texto sobre Quiropraxia, e aqui vão alguns dos principais pontos:

"A Quiropraxia é um sistema de cuidados de saúde que defende que as estruturas do corpo, particularmente a coluna vertebral, afetam as funções de todas as outras partes do corpo. Os quiropraxistas trabalham para corrigir o alinhamento e assim aliviar as dores e melhoras o funcionamento para ajudar o corpo a curar a si mesmo.

Enquanto o eixo da profissão é a manipulação da coluna, os cuidados de Quiropraxia incluem uma variedade de outros tratamentos como terapias manuais, reeducação postural, instruções de ergonomia (como andar, sentar, e se evitar problemas na coluna), indicações nutricionais e em alguns casos uso de terapias instrumentais. (NT -  No Brasil, em respeito aos fisioterapeutas e nutricionistas, os quiropraxistas não utilizam indicações nutricionais e nem terapias como ultrasom, eletroterapia, etc). Além disso, quiropraxistas atualmente trabalham em conjunto com outros profissionais de atendimento primário, especialistas em dor e cirurgiões para tratar pacientes com dor.

A maior parte das pesquisas foca na manipulação articular da coluna para tratar dores. Mas a relação do tratamento de Quiropraxia para muitas outras condições -  incluindo outras condições musculo-esqueléticas, dores de cabeça, asma, síndrome do tunel do carpo e fibromialgia - tem sido estudadas. Uma pesquisa recente concluiu que a manipulação da coluna pode ajudar em casos de dores lombares, enxaquecas, dores no pescoço e lesões em chicote (NT - bastante relacionadas com acidentes de carro)

Existem relatos de complicações sérias seguidas da manipulação da cervical, contudo esses casos são extremamente raros e os estudos indicam que não há relação direta causada pelo tratamento.

"Manipulação de coluna" é um termo genérico usado para diversos tipos de terapêuticas de movimentação da coluna vertebral, mas mais precisamente aplicada a movimentos rápidos nas articulações entre duas vértebras. Esses movimentos levam a articulação um pouco além da amplitude de movimento normal e causam um tipo de "estralo". Esses sons distintos são relacionados com a mudança de um vácuo, ou a liberação de uma bolha dentro do líquido sinovial, o líquido que lubrifica as articulações da coluna e de outras articulações. Manipulações da coluna podem ser realizadas em diferentes direções, empurrando as vértebras diretas ou indiretamente. Isto deve ser feito somente e um segmento da coluna de cada vez. Quiropraxistas e outros profissionais realizam isso posicionando o corpo de modo específico e assim a força exercita por eles é focada em uma única articulação, enquanto a coluna acima e abaixo se mantem estáticas.

A a maioria das consultas demora entre 10 e 20 minutos e são agendadas duas ou três vezes por semana, no início do tratamento. A melhora dos sintomas é evidente depois de poucas consultas.
Adicionalmente, um quiropraxista pode aconselhar sobre mudanças na sua biomecânica e posturas, sugerindo outros tratamentos ou técnicas. O objetivo principal da Quiropraxia é ajudar no alívio da dor e auxiliar os pacientes gerenciarem melhor suas condições em casa"



Nota - A tradução foi feita para uso no Atlas de Quiropraxia, caso queira reproduzir por cópia, por gentileza cite a fonte.


Fonte: http://www.health.harvard.edu/pain/chiropractic-care-for-pain-relief

O Uso de Gelo em lesões agudas (preview)

O uso de gelo como abordagem terapêutica não só é comum, como muito antigo. Seria difícil enumerar aqui as diferentes profissões que utilizam algum tipo de crioterapia. Apesar da popularidade, o tema continua controverso, principalmente porque mesmo colegas de profissão discordam entre si sobres as vantagens e desvantagens da aplicação de compressas de gelo.

Depois de uma série de pesquisas questionando as vantagens da crioterapia, algumas deixando em aberto e outras não encontrando nenhuma evidência dos possíveis benefícios, alguns pesquisadores chegaram a encontrar inclusive que a aplicação de gelo pode retardar o processo de cura!

Contudo, uma recente pesquisa realizada na Universidade de São Carlos demonstrou que a aplicação de gelo em casos de lesão aguda não só ajudam a modular a reação inflamatória como não alteram a lesão em si ou mesmo a matriz extra celular.

As aplicações foram feitas em ratos anestesiados, imediatamente após a lesão induzida em laboratório, por 30 minutos e três sessões repetida mais três vezes com intervalos de 2 horas. O mesmo foi feito depois de 24 e 48 horas.

(Mais informações no texto completo - em breve)

VIEIRA RAMOS, G. et al. Cryotherapy Reduces Inflammatory Response Without Altering Muscle Regeneration Process and Extracellular Matrix Remodeling of Rat Muscle. Sci. Rep. 6, 18525; doi: 10.1038/srep18525 (2016).