A Subluxação


Para entender a subluxação vertebral em seu contexto histórico, precisamos primeiro falar um pouco sobre o corpo humano e seu funcionamento.


De forma bastante simplista, o sistema nervoso tem como papel gerenciar o funcionamento do corpo. Para isso, ele usa um sistema que se assemelha à uma grande rede de fios que interligam o corpo todo.

Esses "fios" são os nervos e outras conexões nervosas pelas quais passam os impulsos nervosos (que são impulsos eletroquímicos), e uma boa parte passa em algum momento pela medula espinal, que está protegida dentro da coluna vertebral.

A subluxação vertebral é quando uma das vértebras, que formam a coluna, perde seu posicionamento correto, e começa a interferir nos impulsos do sistema nervosos.

Essa interferência prejudica a comunicação entre o cérebro e o corpo, dificultando o gerenciamento e, portanto, o funcionamento do corpo.

Quando estamos com uma subluxação vertebral, o corpo não funciona adequadamente, e a vida fica prejudicada.

Terminologia 


O termo "Subluxação" é usado pela medicina para descrever um fenômeno diferente. Para facilitar o entendimento entre as profissões, alguns quiropraxistas utilizam outros termos para a mesma condição; O mais comum hoje é o Complexo de Subluxação Vertebral (CID 10 M99.1)..

Correção da Subluxação Vertebral


Para corrigir a subluxação vertebral, os quiropraxistas possuem diversas técnicas que variam de método. Em geral, o termo para as manobras que corrigem as subluxações vertebrais é ajusteÉ importante notar que nem toda técnica utiliza a manipulação articular (os estalos da coluna normalmente associados à Quiropraxia) para ajustar uma subluxação vertebral. Algumas contam com procedimentos instrumentais ou manobras mais suaves.