As diferentes análises da Quiropraxia

A Quiropraxia dispõe de muitas técnicas e "ferramentas" para avaliar as pessoas. Essa é uma das razões pelas quais cada quiropraxista parece ser tão diferente um do outro.


B.J. "Holmes" - Maior desenvolvedor da Quiropraxia
 Desde a criação da profissão (1895), muita coisa mudou e foi agregada por diversos quiropraxistas. Novos testes, novas análises, novas maneiras de ajustar, novas pesquisas e descobertas, tudo isso fez do primeiro século de vida da profissão um tipo de "Golden Age" na qual a Quiropraxia prosperou e cresceu rapidamente. 

 Com tanta informação, as vezes fica difícil para as pessoas entenderem porque os quiropraxistas usam muitas análises diferentes na hora de determinar onde e como fazer Ajuste.

Dado esse contexto, vou comentar algumas das principais ferramentas quiropráticas e seu uso.

Análise Visual - Essa foi a primeira ferramenta  utilizada na Quiropraxia, por D.D. Palmer pouco antes do primeiro Ajuste. Atualmente, a análise visual pode avaliar postura, movimentação, coloração da pele, e muito mais. Enquanto algumas técnicas não utilizam mais esse tipo de análise, outras a tem como seu primeiro quesito de avaliação.

Palpação - A palpação foi a segunda ferramenta  utilizada na Quiropraxia. Ela pode ser usada para avaliar movimento (palpação dinâmica), textura da pele, má posições nas articulações, alterações mais significativas de temperatura, dentre outras coisas. Talvez seja o procedimento mais utilizado dentro da profissão, se considerarmos todas as suas aplicações.

Radiografias (Raio X) - Diferente do que se pensa, a radiografia não é usada para encontrar uma subluxação, mas sim para determinar a listagem, para descobrir como a vértebra está posicionada. Mas como nem todo desalinhamento é uma Subluxação, somente observar o desalinhamento na radiografia, não é suficiente para determinar que o Ajuste é necessário.

Mensuração das Pernas (Leg Check) - Talvez um dos testes mais utilizados dentro da profissão, o Leg Check pode informar muita coisa! Dependendo da técnica, esse teste determina qual a vértebra que precisa de ajuste, como esse ajuste deve ser feito, se a SacroIliaca está comprometida, ou simplesmente se a pessoa precisa ou não ser ajustada. O Leg Check possui muitas interpretações diferentes pois foi estudado por muitos quiropraxistas diferentes e cada um desenvolveu um tipo de análise sobre ele.


Instrumentação (Nervoscopes, Thermoscans, etc) - Ainda pouco comum no Brasil, existem diversos instrumentos que são usados pela Quiropraxia para avaliar direta ou indiretamente assimetrias e desequilíbrios do Sistema Nervoso, que ocorrem quando a pessoa está Subluxada. Dessa forma, a instrumentação é mais um teste de "Quando" o ajuste é necessário, do que os outros acima, que costumam responder "Como" e "Onde" fazer o ajuste. 

Esses são algumas das ferramentas mais tradicionais na avaliação Quiroprática para a Subluxação Vertebral. Existem incontáveis outros procedimentos que serão abordados em um outro artigo, pois além de não serem tão comuns, costumam fazer parte de protocolos específicos de técnicas como o Activator Methods, SOT, Thompson, etc.