Três passos para entender a prática da Quiropraxia





Quando falamos na "capacidade natural do corpo humano de se manter bem, equilibrado e saudável" algumas pessoa pensam que estamos falando em  uma crença, em metafísica ou por fé, e esse é um erro que precisa ser esclarecido.


Há algum tempo já temos pleno conhecimento da Lei da Homeostase. Lei pois se trata de uma constante, uma verdade científica observada e comprovada. É a respeito dessa Lei da Homeostase que estamos falando quando citamos a capacidade dos seres vivos de se curarem e se manterem vivos.


Para que o corpo possa se manter nesse estado de homeostase, de equilíbrio e bom funcionamento, ele precisa ter controle de seu estado atual, ter padrões de referência do que é necessário para se manter bem e ter capacidade de interagir com o ambiente de modo a adaptar/evitar forças que possam prejudicá-lo.

Três capacidades indispensáveis estão quase que totalmente sob responsabilidade do sistema nervoso: auto-regulagem, referências de funcionamento e adaptabilidade em relação ao ambiente. Ou seja, é o sistema nervoso quem empenha esforços para gerenciar o equilíbrio e vida do nosso corpo.


Sabemos que quando a coluna não funciona bem, o sistema nervoso é afetado, e o equilíbrio do corpo é deturpado em uma sequência de alterações que se acumulam e aumentam progressivamente a desarmonia no corpo. Durante um longo período de tempo, a pessoa não sente os prejuízos, eles estão no que chamamos de "sub-clínico", mas o corpo já deixou de funcionar com toda sua capacidade, a pessoa já não desempenha mais o seu potencial máximo de vida e saúde.
O estágio seguinte a essas desarmonias não perceptíveis é o desenvolvimento de doenças/lesões, e isso pode ocorrer por diferentes razões que vão de pequenas alterações químicas crônicas a movimentos repetidamente mal realizados. 

A Lei da Homeostase e a interferência que a coluna pode causar no sistema nervoso, explicam de modo simples o raciocínio da prática da Quiropraxia. Fica evidente que o objetivo da quiropraxia não é tratar uma hérnia de disco, melhorar uma dor lombar, etc., essas condições nos oferecem, no máximo, informações sobre qual região da coluna pode estar interferindo no sistema nervoso e prejudicando o equilíbrio da vida neste corpo.

Então:

- O corpo é um organismo vivo que está em constante adaptação e auto-regulagem para se manter vivo e saudável da melhor forma possível.


- O sistema nervoso desempenha papel central no processo de manter o corpo vivo e saudável.

- A coluna e o sistema nervoso estão intimamente ligados, e é o objetivo do quiropraxista evitar que a coluna interfira no funcionamento do sistema nervoso para que o corpo possa funcionar de acordo com sua natureza.