Técnica DE Quiropraxia ou COMPLEMENTAR ? - Fundamentos da Quiropraxia

A diferença entre Técnicas DE Quiropraxia e técnicas COMPLEMENTARES a Quiropraxia têm sua raiz mais profunda na filosofia e, para ser mais específico, no ADIO.

As Técnicas Complementares procuram dar suporte para, ou fazer o papel da ação da Inteligência Inata na cura. Ou seja, estas técnicas têm objetivos de cura, de tratamento.

As Técnicas DE Quiropraxia procuram permitir que a Inteligência Inata atue sem interferências, inclusive no processo de cura. Ou seja, estas técnicas têm o objetivo de permitir o ADIO.

Sempre que houver dúvida se a técnica em questão é DE ou COMPLEMENTAR a Quiropraxia, basta descobrir o seu objetivo.

As técnicas DE Quiropraxia objetivam a vida expressa sem interferências, em todos os seus aspectos, enquanto as técnicas COMPLEMENTARES objetivam a cura através de um tratamento.

A cura é COMPLEMENTAR a vida, pois uma pessoa doente - dentro de certos limites óbvios - pode continuar viva, sendo a Saúde um dos aspectos da vida. Esse pensamento não minimiza a importância da Saúde, mas ressalta a importância da Vida em seu aspecto mais completo.

Quiropraxia e os bebês - Pediatria

O nascimento é um momento de grande esforço não só para a mamãe, mas também para o bebê. Para nascer, o pequeno precisa se torcer e, em alguns casos, até ser auxiliado pelo médico com puxões. Esse momento gera pequenos traumas na coluna que podem não trazer prejuízos aparentes durante anos, vindo a serem percebidos já na idade adulta.

Esses pequenos traumas se tornam subluxações, interferindo na comunicação do cérebro com o corpo prejudicando o funcionamento do mesmo.

A infância é um momento de desenvolvimento acelerado e por isso é indispensável que o corpo esteja funcionando corretamente. Se depois do parto, o bebê não é avaliado e ajustado por um Quiropraxista, ele terá que crescer e se desenvolver com apenas uma parte do seu potencial, e dessa forma tudo será mais trabalhoso e limitado.

Imaginem como é difícil aprender a caminhar! Se nós adultos já passamos por dificuldades para aprender a dirigir, mesmo já possuindo uma coordenação motora mais desenvolvida que o bebê, imaginem treinar todos os movimentos desde o início com uma subluxação interferindo nos comandos do cérebro.

Talvez isso faça com que o pequenino demore mais para aprender a andar, ou talvez faça com que tenha cólicas, ou desconforto para mamar e isso prejudicará sua alimentação. Enfim, é impossível prever como essas interferências prejudicarão a criança, mas é certo que seja qual for o prejuízo, ele ocorrerá e algum momento, caso a criança não receba um ajuste quiroprático.

Algumas pessoas se perguntam como um bebê pode ter subluxação se os ossos nem sequer se formaram? Isso ocorre porque mesmo as estruturas primárias que ainda irão se tornar ossos podem interferir no Sistema Nervoso. Portanto, tão logo a criança nasça, ela pode e deve ser avaliada por um Quiropraxista especializado em pediatria, melhorando assim sua vida já desde o início.

Dúvidas ou curiosidades? Escreva – quiropraxia.rafael@gmail.com




O que a Subluxação pode causar?

É praticamente impossível prever o que uma Subluxação pode causar.

Primeiro porque cada pessoa (corpo) é diferente uma da outra e pode ter diferentes subluxações.

Segundo porque o Sistema Nervoso gerencia praticamente todos os aspectos da vida, então detalhar qualquer prejuízo, seria negligenciar a explicação dos demais prejuízos possíveis.

Dessa forma, tentarei esclarecer da melhor maneira e de modo geral, apenas alguns dos possíveis prejuízos.

O que a Subluxação pode causar

Uma subluxação pode causar muito mais que dores. Na verdade, as subluxações  nem sempre causam dor. O que a Subluxação SEMPRE causa é interferência na comunicação do Sistema Nervoso, é exatamente isso que caracteriza a Subluxação Vertebral.

As consequências secundárias podem ser, por exemplo na:

Coordenação motora;
Concentração;
Deambulação;
Equilíbrio emocional;
Funções digestivas;
Personalidade;
Etc.

É impossível dizer se uma pessoa está ou não com Subluxações, simplesmente verificando que ela está doente ou com dores. Existem pessoas sem dores, doenças ou sintomas, mas que estão com Subluxação. Por outro lado, existem pessoas com a saúde extremamente debilitada, mas que estão sem Subluxação.

O correto é, independente dos sintomas, ser avaliado por um Quiropraxista para manter o corpo funcionando   o melhor possível.

O que é o Ajuste?

Ajustes são os procedimentos realizados pelos Quiropraxistas para remover as Subluxações. Estes procedimentos eram em sua maioria manuais, mas hoje existem algumas técnicas que utilizam-se de aparelhos, como por exemplo as técnicas Ativador e Atlas Orthogonal.


Ajuste Manual
Ajuste com Ativador












Atualmente há uma forte associação da Quiropraxia com o famoso "estalar de ossos". Essa associação é compreensível, visto que muitos Quiropraxistas fazem uso das técnicas manuais para ajustar, mas que consequentemente "estalam".

O importante é saber que apesar dos "estalos" ocorrerem na maioria das vezes, eles não possuem relação direta com o Ajuste, eles são mais como uma consequência da técnica manual (Manipulação articular). O Quiropraxista reavalia a vértebra após ajustar, tendo ela "estalado" ou não, pois seu objetivo é remover a subluxação.


Os efeitos fisiológicos da Manipulação Articular – # Sistema Imunológico

Esta publicação abordará um pouco dos efeitos fisiológicos das manipulações vertebrais, ou seja de uma das técnicas usadas para ajustar, mas é importante que tanto os Quiropraxistas quanto os pacientes tenham em mente que o ajuste tem o objetivo de remover a subluxação, e não de lidar com os sintomas ou benefícios que possam ser descritos aqui.

Otimização imunológica

A manipulação articular envolve diversos sistemas corporais e reações fisiológicas e é bastante difícil listar e estudar minuciosamente cada uma delas.

Uma das reações estudadas é o aumento de neutrófilos no sangue após a manipulação torácica.

Os neutrófilos são células de defesa do nosso organismo (sistema imunológico)  responsáveis, dentre outras coisas, por destruir partículas estranhas ao nosso corpo. Há um aumento de neutrófilos por exemplo, em casos de pneumonia, tonsilite, meningite, dentre muitas outras doenças.

Um estudo demonstrou que 15 minutos após a manipulação torácica, o número de neutrófilos na corrente sanguínea é maior do que antes da manipulação. Ainda neste mesmo estudo, observou-se curiosamente que 30 minutos depois da manipulação, o número já havia voltado ao normal.

Dessa forma, esses dados não significam que ao recebermos manipulação articular na coluna torácica ficamos mais resistentes às doenças, mas são necessários novos estudos e cada vez mais detalhados para melhor compreensão destes efeitos.

Vale lembrar também, que nem todas as técnicas de ajuste fazem uso da manipulação articular, e que mesmo a manipulação articular como forma de ajuste, quando usada para outro fim que não seja remover  a subluxação, não deve ser chamada de Ajuste.


Bibliografia

Brennan PCTriano JJMcGregor MKokjohn KHondras MABrennan DC. Enhanced neutrophil respiratory burst as a biological marker for manipulation forces: duration of the effect and association with substance P and tumor necrosis factor. JMPT. 1992.

Técnicas Complementares – Não têm esse nome a toa!

Existe certa confusão por parte dos pacientes e até mesmo de alguns Quiropraxistas quanto às técnicas de Quiropraxia que lidam diretamente com lesões, doenças, etc.

Comento exaustivamente que a base da Quiropraxia e seu objetivo é Encontrar e Remover as Subluxações (ou Complexo de Subluxação Vertebral Cid 10 M99.1). O que dizer então das incontáveis técnicas que tratam lesões e que foram criadas por Quiropraxistas?  Essas são as chamadas Técnicas COMPLEMENTARES de Quiropraxia, ou seja, que agregam uma nova proposta para complementar o atendimento, visto que muitas pessoas procuram a Quiropraxia para se livrarem de dores, tendinites, e outras condições que podem nem sempre são causadas por subluxações.

Todas as técnicas que têm como o objetivo o eixo da Quiropraxia (encontrar e remover subluxações) são de estudo e aplicação exclusivas de Quirorpaxistas, enquanto que essas modalidades complementares são abertas para os diversos profissionais da área da saúde.

O importante não é o fato de um Quiropraxista agregar técnicas complementares ou não ao atendimento, mas sim o fato de ter em mente e de explicar ao paciente a diferença entre esse complemento que busca aliviar a condição de queixa do paciente e os procedimentos exclusivamente Quiropráticos que buscam corrigir as subluxações.

Qual o ponto mais importante da Subluxação¹?

Os Quiropraxistas não cansam de falar de Subluxação, e isso é importantíssimo, pois instruir o paciente é parte indispensável do bom atendimento.

Mas qual é o ponto crítico da Subluxação? Qual é o ponto indispensável que caracteriza uma Subluxação?

Apesar de algumas pessoas pensarem que é o "desalinhamento", ou o prejuízo a saúde, ou o prejuízo do movimento da vértebra, o verdadeiro ponto base da subluxação sem o qual ela seria quase irrelevante, é a Interferência na comunicação entre o Sistema Nervoso Central e o restante do corpo.

Com essa interferência acontecendo, o corpo não é capaz de manter o equilíbrio bioquímico dinâmico que precisa constantemente e nesse ponto começam os prejuízos mais perceptíveis. Falta de modulação nas funções do corpo, seja para hiperatividade ou hipoatividade, geram os mais diversos problemas.

O Quiropraxista avalia a coluna, não porque ela é seu foco, mas sim porque é nela que ocorrem as interferências. Usamos dos ajustes para normalizar o funcionamento das vértebras e remover a interferência/prejuízo na condução dos impulsos nervosos. Se essa interferência ocorresse em outro local do corpo, seria lá que os Quiropraxistas depositariam sua atenção.


---
¹ - Quando falamos em Subluxação estamos nos referindo à Dysponesis associada ao Complexo de Subluxação Vertebral (Cid 10 M99.1).
Prontuário de Ativador!

Prontuário de Ativador!

O Prontuário de Ativador do Atlas de Quiropraxia está sendo um sucesso!

Mais de 50 prontuários enviados! Peça já o seu!



Agradeço a atenção e carinho com o Atlas de Quiropraxia!

Conhecendo um pouco do Activator Methods - Ativador


O Activator Methods (AM) trata-se de uma técnica de Quiropraxia que utiliza um protocolo para avaliação e um instrumento para o ajuste. Estimas-se que atualmente, o Activator é o instrumento de ajuste mais usado no mundo!

Sua avaliação tem como base o Leg Check (checagem do comprimento das pernas) usando-o como parâmetro para os testes que indicam as subluxações.

São três tipos de testes que o AM utiliza para encontrar as subluxações:

1- Testes de pressão – São estímulos à favor da correção da subluxação.

2- Testes de estresse – São estímulos à favor da subluxação, ou seja, que contribuem com ela.

3- Testes de Isolamento – São movimentos específicos, realizados pelo próprio paciente, que auxiliam à encontrar disfunções neuro-articulares em um segmento motor.

Após encontrar uma dessas disfunções e, seguindo o protocolo, determinar como esta disfunção está ocorrendo e como deve ser corrigida, o Quiropraxista segue então para o Ajuste.

Para corrigir essa disfunção, o Quiropraxista faz uso do instrumento próprio da técnica, posicionado devidamente sobre um ponto específico. O instrumento dispara um impulso extremamente rápido, realizando assim o ajuste.



Os 33 Princípios da Quiropraxia

Os 33 Princípios da Quiropraxia

Existem incontáveis confusões sobre os 33 princípios, então cabem algumas considerações.

Esses princípios são tópicos filosóficos, organizados de uma forma didática pelo quiropraxista R.W. Stephenson na década de 20. Eles são somente uma estrutura didática para facilitar o estudo da filosofia da Quiropraxia, tal qual era estudada até a elaboração dessa organização em formato de "princípios".


Por razões que não tenho como explicar além da minha especulação, os princípios foram dogmatizados (toda a filosofia da Quiropraxia foi, mas os princípios se tornaram quase "mandamentos). A dogmatização é diretamente oposta ao pensamento filosófico, mas assim se deu, e muitos quiropraxistas tratam os princípios como regras que não podem ser questionadas.

Aqui segue uma tradução livre do resumo original de Stephenson.



1º A premissa maior – Inteligência Universal está em toda matéria e constantemente lhes proporciona todas suas propriedades e ações, mantendo sua existência.

2º O significado da vida para a Quiropraxia – A expressão da Inteligência através da matéria é o significado de vida.

3º A união da inteligência com a matéria – A vida é necessariamente a união entre inteligência e matéria.

4º O triuno da vida – A vida é uma triunidade tendo necessariamente três fatores unidos: Inteligência, Força e Matéria.

5º  A perfeição do triuno – Para se ter 100% de vida é necessário 100% de Inteligência, 100% de força e 100% de matéria.

6º O princípio do Tempo – Não há processo que não requeira tempo.

7º A quantidade de inteligência na matéria – A quantidade de inteligência para qualquer parcela de matéria é 100%, e está sempre proporcional à sua necessidade.

8º A função da inteligência - A função da inteligência é criar força.

9º A quantidade de força criada pela inteligência - A quantidade de força criada pela inteligência é sempre 100%.

10º A função da força - A função da força é unir Inteligência e matéria.

11º O caráter das Forças Universais – As forças da Inteligência Universal são manifestadas pelas leis da física; São inabaláveis e inalteradas, e não zelam pela estrutura da matéria.

12º Interferência com a transmissão das Forças Universais – Podem ocorrer interferências na transmissão das forças universais.

13º A função da matéria – A função da matéria é expressar a força.

14º Vida Universal – A força se manifesta pelo movimento na matéria; Toda matéria tem movimento e assim há vida universal em toda matéria.

15º Não há movimento sem aplicação da força – A matéria não pode ter movimento sem aplicação da força pela inteligência.

16º Inteligência na matéria orgânica e inorgânica – A Inteligência Universal dá força tanto para matéria orgânica quanto para inorgânica.

17º Causa e Efeito – Todo efeito tem uma causa e toda causa tem efeitos.

18º Evidência da vida – Os sinais de vida são evidencias da inteligência da vida.

19º Matéria orgânica – O material do corpo de uma ser vivo é matéria organica.

20º Inteligência Inata – Todo ser vivo têm uma inteligência de nascença com seu corpo chamada Inteligência Inata.

21º A missão da Inteligência Inata - A missão da Inteligência Inata é manter a matéria do corpo de uma ser vivo em organização.

22º A quantidade de Inteligência Inata – Há 100% de inteligência Inata em toda ser vivo que necessite dela, proporcionalmente a sua organização.

23º A função da Inteligência Inata - A função da Inteligência Inata é adaptar a Força Universal e matéria para uso no corpo, então coordenando todas as partes de um corpo para uma ação em benefício mutuo.

24º Os limites da adaptação – A Inteligência Inata adapta forças e matéria para o corpo tanto quanto possível sem infringir as leis universais. A Inteligência Inata também é limitada pelas limitações da matéria.

25º O caráter das Forças Inatas – As forças da Inteligência Inata nunca destroem ou prejudicam as estruturas nas quais ela atua.

26º Comparação das forças Universais e Inatas A fim de continuar o ciclo Universal da vida, as forças Universais são destrutivas e as Inatas são construtivas no que diz respeito à matéria.

27º A normalidade da Inteligência Inata – A Inteligência Inata e seu funcionamento estão sempre normais.

28º Os condutores das forças Inatas – As forças da Inteligência Inata operam através ou sobre o sistema nervoso no corpo dos animais.

29º Interferência com a transmissão das forças Inatas – Podem ocorrer interferência com a transmissão das forças Inatas.

30º A causa das Desfacilitação (desarmonia) -Iinterferência com a transmissão das forças Inatas causam desarmonia.

31º Subluxações - Interferência com a transmissão no corpo são sempre causadas direta ou indiretamente pelas subluxações na coluna vertebral.

32º O princípio da Coordenação – Coordenação é o princípio da ação harmoniosa de todas as partes do organismo, na totalidade de suas funções.



33º A lei de demanda e suprimento - A lei de demanda e suprimento existe no corpo em seu estado ideal; Metaforicamente a “centro de gerenciamento” é o cérebro, Inato é o “gerente” virtuoso, as células do cérebro são “atendentes” e as células dos nervos são os “mensageiros”.

Quiropraxia é segura

Alguns críticos alegam que ajustes de Quiropraxia podem fazer mal e até mesmo matar uma pessoa, mas será mesmo?

Antes de entrarmos nas pesquisas científicas é interessante olharmos por nós mesmos para a realidade da Quiropraxia. Observemos os fatos:

1- Tempo de estudo
Durante 5 anos, uma pessoa estuda profundamente em uma Universidade para se tornar um Quiropraxista, então essa pessoa tem o devido preparo teórico e técnico para realizar seus procedimentos com destreza e segurança. Para ser Quiropraxista se estuda Anatomia, Fisiologia, Imunologia, Filosofia, Física, Metodologia Científica, Semiologia, além de outras matérias como técnicas, etc. Após concluir a devida qualificação teórica, o aluno terá de passar pela graduação prática, na qual terá que cumprir, no mínimo, 1000 horas de estágio – Regra estabelecida pela Organização Mundial de Saúde.

2- Estatística informal
Um consultório de Quiropraxia com pouco movimento atende em média 10 pacientes por dia, totalizando cerca de 200 consultas em um mês. Se fossem reais e comuns os danos causados pela Quiropraxia, veríamos montes e montes de notícias sobre danos, dado ao número de Quiropraxistas que atendem inclusive muito mais que 10 pacientes por dia! Mas esses danos não são noticiados pois não ocorrem.

3- Zelo dos profissionais
Quiropraxistas ajustam regularmente parentes e amigos e não o fariam caso os procedimentos fossem perigosos. Mães levam seus bebês, filhos levam seus pais, etc. Você colocaria sua família e amigos próximos em um procedimento de risco? Os Quiropraxistas também não!

4- Confiança plena
Quiropraxistas são ajustados constantemente por colegas de profissão.

5- Exigência de qualidade
Nos EUA existem consultórios de Quirorpaxia a cada esquina, e o mesmo não ocorreria caso a Quiropraxia representasse um risco, mesmo que pequeno. O governo norte americano é extremamente criterioso e cauteloso com esse tipo de assunto.

Falando em ciência não é diferente! Os Canadenses pressionaram seu governo à incluir a Quiropraxia no sistema público de saúde que é modelo e referência no mundo todo, inclusive referência para o SUS.

Para tal, foi elaborado um relatório minucioso sobre a Quiropraxia, vantagens econômicas, sociais, humanas e sobre sua segurança.

Alguns dos tópicos do relatório descrevem o seguinte:

“Não há nenhum estudo científico clínico ou caso-controle que demonstre que os ajustes de Quiropraxia são perigosos.”

“Há uma evidência empírica clara de que o tratamento de Quiropraxia é seguro e mais satisfatório que outros tratamentos para dor lombar”

“A Quiropraxia possui a melhor relação custo benefício.”

Não bastasse o relatório canadense, inúmeras outras pesquisas demonstram a segurança da Quiropraxia como por exemplo a pesquisa realizada por Scott Haldeman, Médico Quiropraxista, referência na área científica, que demonstrou que, os pouquíssimos casos de morte supostamente relacionados com Quiropraxia não chegam a representar 1 caso em 5 MILHÕES de consultas. E ainda assim, investigando os casos mais a fundo, constatou-se que aproximadamente 10 casos já sofriam de problemas prévios à consulta de Quiropraxia.

Uma outra pesquisa que verificou casos de morte após manipulação cervical, constatou que de mais de 30 casos, apenas 3 Quiropraxistas estavam envolvidos.

Não podemos nunca desconsiderar a imperícia humana, assim como ocorrem erros médicos, nesses casos graves, talvez o que tenha ocorrido seja o mal preparo de um Quiropraxista, ou simplesmente má sorte, visto que o paciente já possuia problemas sérios e não diagnosticados.

O importante é perceber que a Quiropraxia é totalmente segura, mas que a Manipulação realizada por pessoas não qualificadas pode ser lesiva.




Bibliografia

The Manga Report - 1993

Arterial Dissections Following Cervical Manipulation: The Chiropractic Experience - Canadian Medical Association Journal 2001 ( Oct 2);   165 (7):  905–906

Misuse of the Literature by Medical Authors in Discussing Spinal Manipulative Therapy Injury - J Manipulative Physiol Ther 1995 (May);   18 (4):   203–210

Are German Medical Orthopedic Surgeons Killing People With Chiropractic? - ChiroZine ~ 3-26-2005 ~ Editorial Commentary

Incidence of Adverse Events and Negligence in Hospitalized Patients
- Results of the Harvard Medical Practice Study I
– New England Journal of Medicine 1991 (Feb 7), 370-376

Aprender a Estudar - Um método de Como Estudar

Este post de como estudar apresenta um método de estudo .Nos demais posts desse tema, seguirão dicas, e assuntos relacionados.

Muitas pessoas têm dificuldade de se concentrar, ou são desorganizadas demais para conseguir alavancar com os estudos. O melhor para esses casos é aderir à um método para aprender a estudar.

Seja para salvar os que não conseguem ou para otimizar os resultados dos que já estudam, este método que sugerimos é bastante prático e eficaz.

Tomamos por base o Pomodoro (um sistema para aumentar desempenho e eficiência no trabalho/atividades) então tudo que você vai precisar é de um papel para fazer uma lista (pode ser no computador também) e de um timer – “Um despertador de contagem regressiva”.

A primeira coisa a se fazer é criar uma lista com as matérias a serem estudadas. Se for apenas uma matéria você pode subdividir em tópicos. A lista mais básica tem que conter a matéria e um espaço para marcações à frente, como no modelo de exemplo:

Filosofia

Neurologia – pares de nervos cranianos




Outras listas podem agregar data, nome do estudante, etc.

A regra é simples, você estuda por um período de  exatos 25 minutos, nem mais nem menos, e ao final desse tempo, faz uma pausa de 3 minutos. A cada 25 minutos, marque um X no campo a frente da matéria que está estudando da sua lista.

A cada 4 X (ou seja, quatro períodos de 25 minutos) o intervalo deve ser de 15 minutos, para um maior descanso.

É importantíssimo cumprir essas marcações de 25 para estudar e durante os intervalos relaxar o máximo que conseguir. Alongue-se, vá ao banheiro, beba algo, etc.

Quando terminar um tópico da lista, risque-o e passe para o seguinte.

A lista fica mais ou menos assim:

Filosofia
XXX
Neurologia – pares de nervos cranianos
X



Quando terminar de estudar, faça uma revisão mental (sem consulta) do conteúdo estudado.

A noite, antes de dormir, faça novamente uma revisão mental do conteúdo estudado e procure pensar como você poderia ter aproveitado melhor o estudo ou o conteúdo, verifique se perdeu sua atenção com algo para que possa melhorar da próxima vez, se foi confortável o local onde você estudou, se fez ou não anotações e se isso foi bom para memorizar, etc.

Bons estudos!

Conhecendo um pouco da Técnica Thompson de Quiropraxia



Criada pelo Quiropraxista Dr. Joseph Clay Thompson, a técnica tem como base o princípio de que o corpo possui uma tendência natural ao equilíbrio (homeostasis) e que demonstra distúrbios orgânicos através de adaptações estruturais.

Para desenvolver suas novas propostas de ajustes, Thompson se baseou na 1ª lei de Newton “Um corpo permanece em repouso ou movimento línear até que seja influenciado por forças a ele impressas” desenvolvendo então o sistema de Drops, mecanismos adaptados à maca (ou mesa) de Quiropraxia.

Com o uso do Drop, os ajustes conseguem atingir alta velocidade mais facilmente, de maneira ainda mais delicada com o paciente e ao chegar no final do impulso dado pelo Quiropraxista sobre a vértebra subluxada, as demais vértebras em contato com o drop cessam seu movimento enquanto que a subluxada continua até seu ponto terminal, no qual ocorre a correção.

Apesar de ser uma técnica que ajusta toda a coluna (se necessário), Thompson prioriza regiões como Cervical e Pelve, dentro de um sistema hierárquico.

O Leg-Check (checagem do comprimento das pernas) é fundamental para Thompson, visto que ele indica se há ou não uma determinada subluxação, e o padrão de subluxação no qual determinado paciente se encaixa.

Os principais padrões em Thompson são: Síndrome Cervical, Síndrome Cervical Bilateral, Derefield Negativo, Derefield Positivo e X Derefield. Essa nomenclatura é uma maneira de simplificar a descrição desses padrões de subluxações de Sacro, Cervical, Ílio, etc.

Dentre muitos outros motivos, Thompson Technique faz sucesso por seu ajuste mais leve permitir ainda mais segurança e conforto ao lidar com pacientes idosos/senis ou que sofram de algum tipo de desmineralização óssea.

Como contra indicações: histórico de fratura ou diferença anatômica no comprimento dos membros inferiores e degeneração severa de quadril.

Os efeitos fisiológicos da Manipulação Articular – # Alívio da dor


Esta publicação abordará um pouco dos efeitos fisiológicos da Manipulação Articular, mas é importante que tanto os Quiropraxistas quanto os pacientes tenham em mente que o Ajuste tem o objetivo de remover a subluxação, e não de lidar com os sintomas que possam ser descritos aqui.

Alívio da dor

Um dos motivos de maior procura à Quiropraxia é a dor. Mas o por quê disso entenderemos a seguir.

Seja como for, para simplificar, pacientes que procuram a Quiropraxia, independente do motivo, relatam que sentem menos dores, tanto as dores relacionadas à condições patológicas (lombalgias, dorsalgias, ombralgias, etc.) como as dores relacionadas à condições fisiológicas (dores decorrentes à exercícios por exemplo).

Seguem alguns dados mais científicos:

Um pesquisador chamado Vincenzino comparou o efeito de analgesia da Manipulação articular com os efeitos da acupuntura, estimulação elétrica trans-cutânea e gelo.  Ele chegou à teoria de que o efeito de alívio da dor ocorre devido à um estímulo do núcleo cinzento periaquedutal dorsal, desencadeando uma inibição sistêmica da dor. Este mecanismo pode ser descrito como não opióide.

Em outro estudo, Vincenzino buscou avaliar a atividade simpática no cotovelo e mão através da mensuração da temperatura da pele e fluxo sanguíneo nas regiãos. Após as intervenções, apenas o grupo da manipulação demonstrou tanto analgesia quanto alterações autonômicas simpato-excitatórias (diminuição da temperatura da pele e fluxo sanguíneo). Estudos em animais confirmam que esta exata combinação de analgesia com essas alterações autonômicas simpato-excitatórias são creditadas ao núcleo cinzento periaquedutal dorsal.

Esses achados colaboram com a teoria de Korr, que demonstra que a simpaticotonia é induzida pela disfunção vertebral e amenizada pela manipulação.

Outra pesquisa, desta vez elaborada por Glover, comparou os efeitos de alívio das dores lombares tratadas com manipulação com o alívio das tratadas com ondas curtas, utilizando como parâmetro a sensibilização dos neurônios dos cornos dorsais, subseqüente à dores mecânicas da coluna.

Esta sensibilização gerava diminuição do limiar de excitação que pôde ser monitorada pela aplicação de estímulos relativamente inócuos à pele e que foram percebidos como dolorosos.

A pesquisa demonstrou que a manipulação articular da coluna parece diminuir essa sensibilização.

Podemos dizer então que, ainda que pouco esclarecido o mecanismo pelo qual isto ocorre, é inegável que a manipulação articular (quando devidamente executada) desencadeia alívio de diferentes dores.



Bibliografia

Vernon H: Qualitative Review of Studies of Manipulation-induced Hypoalgesia. JMPT, 2000

Conhecendo um pouco da SOT (Sacro Occipital Technique)

Dentro da Quiropraxia existem diversas técnicas, criadas por diferentes Quiropraxistas, sendo que o que caracteriza uma técnica de Quiropraxia é o seu objetivo e capacidade de remover as subluxações.

Esta publicação abordará brevemente a SOT (Sacro Occipital Technique).

A SOT foi desenvolvida por Major Bertrand DeJarnette baseado em suas observações, estudos e investigações clínicas.

Os objetivos da SOT são diagnosticar e tratar desordens principalmente de Crânio, Coluna e Pelve que estejam prejudicando de forma direta ou indireta o fluxo do Líquor. Para tal, a técnica realiza procedimentos com o uso de blocos (específicos), procedimentos manuais de alta ou baixa velocidade e manipulação de tecidos moles; Todos esses procedimentos são realizados para reverter o processo que causa a Subluxação.

Segundo os estudos de DeJarnette, o corpo humano segue determinados padrões de subluxação, os quais ele dividiu em 3, denominando-os de Categorias I, II e III, sendo que cada categoria possui condições mais comuns à ela.

As Categorias:

Segundo DeJarnette, todas as pessoas já nascem como uma Categoria I, caracterizada por uma distorção das meninges que altera o fluxo do Líquor gerando prejuízos bioquímicos no Sistema Nervoso Central, afetando os impulsos nervosos gerando assim desequilíbrio na comunicação com os demais sistemas e órgãos.

Todo esse complexo de alterações geram sinais e sintomas característicos da Categoria I, sendo alguns deles: Insônia, dores lombares, problemas na pele, problemas de pressão sanguínea (tanto alta quanto baixa), dentre outros.

Todo indivíduo que está na Categoria II, fora antes uma Categoria I, e o longo período sofrendo as alterações da Cat. I ou um trauma fez com que o padrão de comprometimentos evoluísse para uma Cat. II.

Esta categoria é caracterizada pela perda de estabilidade pélvica, uma sobrecarga da articulação Sacro-Ilíaca

Alguns dos sintomas de uma Categoria II são: Dor na região Lombo-Sacral e Art. Sacro-ilíaca, problemas de ATM, hipoglicemia, enxaqueca, torcicolo, câimbras, dentre outros.

Quando o corpo já não consegue mais lidar com os comprometimentos da Categoria II, o padrão então evolui para uma Categoria III. Para ser mais exato, a Categoria III ocorre quando as vértebras lombares mais baixas subluxam de tal maneira e há tanto tempo que os discos intervertebrais cedem herniando e comprimindo alguma raiz nervosa.

Assim, os principais sintomas de uma Categoria III são: Dor, sensação de queimação e/ou formigamento na parte posterior da perna, mau controle de intestino e bexiga, dentre outros.

O Quiropraxista devidamente qualificado em SOT avalia diferentes sinais e sintomas do paciente e realiza testes especificamente para o diagnóstico da Técnica (em alguma das categorias).

Em seguida, ele utilizará dos procedimentos citados acima (Blocos, manobras, etc.) para corrigir os aspectos da categoria, procurando permitir ao corpo do paciente a melhor recuperação o possível no melhor estado de equilíbrio o possível, permitindo assim que o paciente volte a ficar o mais saudável que seu corpo permitir.

Quiropraxia VS Medicina => Quiropraxia & Medicina - Profissões diferentes com objetivos diferentes

Descontentes com o modelo médico atual, muitos pacientes e estudantes de Quiropraxia acabam caindo no erro de considerarem a Quiropraxia melhor que a Medicina.

Esse tipo de comparação é inviável! Estas duas profissões são ótimas no que se propõem a fazer. Enquanto os Doutores Médicos estão preocupados em descobrir qual doença está acometendo o paciente e qual a melhor conduta para tratar e curar este paciente, o Doutor Quirorpaxista procura olhar para o Paciente independente de sua condição (doença, lesão,etc.) vendo naquele ser humano as suas trilhões de células funcionando. Algumas talvez de maneira inadequada. Mas o que importa agora é realizar os procedimentos Quiropráticos para permitir à esse corpo humano funcionar da melhor maneira que ele é capaz! Funcionar com 100% de sua performance!

A saúde das pessoas melhora com a Quiropraxia devido à essa oportunidade que o corpo tem de funcionar a todo vapor, sem interferências no Sistema Nervoso. Isso não melhora apenas a saúde, mas tudo que a pessoa faz, ela passa a fazer ainda melhor!

Imaginem uma criança que tira média 7 na escola. Pratica atividades físicas com relativa normalidade, gosta de games, foge um pouco da lição de casa. A mãe então percebe que esta criança está levemente “torta”, pendendo para a esquerda.

Obviamente preocupada, esta mãe leva seu filho ao Ortopedista que lhe explica que seu filho tem ESCOLIOSE, que não há muito o que se fazer visto que Escoliose não tem sua causa bem entendida, não tem um tratamento estabelecido e comprovado e muitas vezes sequer é sintomática (sequer traz problemas).

Um pouco mais tranqüila a mãe volta para sua casa e resolve pesquisar um pouco até que descobre uma profissão “especialista em coluna”, a tal Quiropraxia

Ela cria então esperanças de que seu filho se “endireite”!

No consultório do Quiropraxista, o Doutor explica que não existe tratamento bem estabelecido para escoliose, mas que o que ele pode fazer é verificar se seu filho está com alguma vértebra levemente desalinhada prejudicando a livre comunicação do cérebro com o restante do corpo. Sem entender muito bem o que isso quer dizer, a mãe se certifica de que não fará mal e de que trará benefícios para seu filho.

Em pouco tempo, o Quiropraxista verifica e ao encontrar uma dessas vértebras levemente desalinhadas realiza um procedimento bastante peculiar chamado AJUSTE, devolvendo à essa vértebra sua funcionalidade adequada.

Ao final da consulta, a mãe agradece e tem a impressão de que o filho está menos “torto”, mas nada muito convincente.

Cerca de dois meses depois a mãe volta ao Quiropraxista e lhe agradece imensamente!

“Seu filho melhorou da escoliose?” Pergunta o Quiropraxista.

”Não reparei!” comenta a mãe, “Mas sei que suas notas melhoraram, hoje sua média é 9, ele está participando do time de futebol da escola, faz os deveres dentro dos prazos e somente depois vai brincar! E se tornou ainda mais amável com todos! Não sei como fez isso, mas muito obrigada!”

Quando nosso cérebro pode coordenar o corpo sem interferências, uma coisa incrível acontece, uma só: A Vida Plena!

Esse tipo de história é bastante comum entre os Quiropraxistas e pacientes da Quiropraxia, mas não foi colocada aqui para mostrar que a Quiropraxia é “Superior” mas sim para mostrar que é DIFERENTE!

Quantas vidas são salvas por Médicos a cada segundo? Quantas pessoas se livram de suas doenças graças aos medicamentos que lhes são receitados pelos Médicos?

Quantas famílias foram reestruturadas graças à Quiropraxia? Quantas curas “””inexplicáveis””” aconteceram?

Cada qual têm seu lado maravilhoso; Respeito mutuo e entendimento das duas profissões é o que importa para os profissionais e pacientes.


Eu me consulto regularmente com Quiropraxistas e com Médicos, você deveria fazer o mesmo!

Controle Nervoso


Visto que o cérebro controla todos os aspectos da vida, das funções conscientes às inconscientes, nós precisamos falar mais sobre isso.

As funções neurais dependem de três fatores.
1- Um estímulo eletro-químico que ative outra célula do corpo fazendo-a executar sua função.
2- A habilidade da célula de disparar este impulso até o alvo
3 - A habilidade do impulso de alcançar seu alvo e ter o resultado desejado. 
Este estímulo nervoso é uma ação eletro-químico que gera um efeito dependente do grau de habilidade química da célula receptora.

 Entende-se que o Sistema Nervoso Central(SNC) consome oxigênio, glicose e outros nutrientes em uma proporção de 7/3 em relação as outras células do corpo. Com deficiências na nutrição, quanto prejuízo mental sofremos até que isso se manifeste de maneira física (dores e doenças)?

 O Criador nos fez de forma que tudo em nós, a personalidade e mesmo as funções fisiológicas sejam gerenciadas pelo cérebro, nosso elemento mais importante. Ele então criou o Sistema Visceral para converter comida  em combustível as funções do cérebro. Então o Sistema Biomecânico foi desenvolvido para conseguir esse combustível, para nos tornar hábeis de procurar e conseguir comida para alimentar o cérebro. (Caçadores / coletores)

Por isso o resto do corpo é secundário ao cérebro. O cérebro/medula espinhal são protetoramente mais cercados por ossos (comparado aos outros órgãos vitais.) e tem seu próprio sistema circulatório. No cérebro, o fluído grosso do sangue é filtrado através da "barreira hemato-encefálica" para eliminar toxinas e é convertido para líquido cefalorraquidiano que banha as células com nutrientes e remove catabólitos (resíduos desnecessários e tóxicos). 

A circulação do líquido cefalorraquidiano ocorre com a flexão-extensão dos ossos do crânio. Na inalação e exalação, os ossos maiores flexionam/estendem.Durante a inalação, a cabeça se estende sobre o pescoço e a lombar flexiona a pelve bombeando sangue e liquor pra cima e pra baixo na medula espinhal para nutri-la.

Comprometimento dessa flexão / extensão da cabeça / pescoço e região lombar decorrentes de lesões e compensações posturais diminuem o fluxo do liquor e resultam em desequilíbrios das funções mentais, funções dos órgãos e aptidão física.Com essa restrição do fluxo de liquor também sentimos dores de cabeça que chegam a ser incapacitantes. Ocorre o mesmo que todos nós já experimentamos, quando um braço ou uma perna "dormem" depois de imobilizados  por muito tempo e nós tentamos ficar de pé e caminhar ou utilizar o nosso braço mas a sensação de “formigar” é muito intensa. Quantas vezes nós nos sentamos para fazer um trabalho longo e achamos difícil se concentrar e temos de nos levantar nos movermos para permitir ao sangue fluir (levando oxigênio / nutrientes para o cérebro) para que possamos voltar e nos concentrar e finalizar o que começamos?

 Poderia essa diminuição do fluxo do líquido cefalorraquidiano (liquor) ser a causa de insônia, depressão, ADD, instabilidade emocional, fadiga crônica, perda de força nos músculo dentre outros problemas? 
Através do sistema parassimpático simpático essa diminuição de fluxo poderia contribuem para os problemas da digestão, o alto índice açúcar no sangue, problemas cardíacos, desequilíbrios glandulares, etc?

 Se, como nós, você entende essa relação e percebe que esse tipo de comprometimento afeta milhares de pessoas, consulte um Quiropraxista.
Sejamos tão bons quanto podemos ser. Com a Quiropraxia é nossa a decisão do quão bem queremos viver.
Quiropraxia, saúde e bem-estar!



Este texto é uma tradução levemente adaptada do original “Nerve Control” escrito pelo  

Dr. Nelson DeCamp  - 
Quiropraxista  neurologista,
craniopata e pós-graduado 
em nutrição.
A desvalorização da Quiropraxia (O "fazer" Quiropraxia)

A desvalorização da Quiropraxia (O "fazer" Quiropraxia)

"Pode deitar que vou fazer quiropraxia em você"

O que parece uma frase inocente carrega um conceito seríssimo. Você vai ao médico FAZER medicina? O advogado FAZ advocacia? NÃO!


Precisamos parar de tratar a Quiropraxia como massagem, o massagista FAZ massagem. Os próprios Quiropraxistas falarem que vão FAZER Quiropraxia é um dos motivos pelo qual os pacientes acabam confundindo com massagem.

A Quiropraxia é uma PROFISSÃO e é por isso que um Quiropraxista EXERCE a Quiropraxia. Quiropraxista faz avaliação e ajuste, a Profissão já está "feita" há muito tempo!